Ensino de Geografia e cenários urbanos cotidianos: laboratórios para o desenvolvimento do pensamento geográfico

Lana de Souza Cavalcanti

Resumen


A cidade é uma espacialidade complexa, cuja compreensão tem sido buscada por vários estudiosos, entre eles os geógrafos. Como ensiná-la? Como ensiná-la a jovens escolares tendo como referência sua vida e seus significados? O texto busca, com essas preocupações, abordar caminhos possíveis para o ensino de cidade tendo em vista sua relação com a vida cotidiana, com a contribuição da Geografia urbana. Para desenvolver essa abordagem, utiliza-se de cenários urbanos –fragmento da vida cotidiana– para serem problematizados no ensino, buscando apresentar chaves da leitura de imagens e textos a partir de eixos analíticos e de conceitos e subconceitos, compreendidos como um sistema conceitual estruturante do conceito mais amplo de cidade. O texto busca ainda articular essas possibilidades de leitura com o cotidiano dos jovens e com a relação que têm com os lugares, as paisagens e os territórios da cidade, com base em investigações realizadas. Ao final, o texto apresenta também breves considerações sobre as possiblidades de tratar esses fragmentos da vida urbana cotidiana, como conteúdos geográficos escolares relevantes para jovens escolares, com a meta de seu desenvolvimento conceitual. 


Palabras clave


ensino de geografia; cidade; vida cotidiana; cenários urbanos; jovens escolares

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.34096%2Fps.n1.6916

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Licencia Creative Commons
Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Atribución-CompartirIgual 4.0 Internacional.

Punto Sur. Revista de Geografía de la UBA | ISSN 2683-7404
Instituto de Geografía "Romualdo Ardissone" - Filo:UBA
puntosur@filo.uba.ar | //geografia.institutos.filo.uba.ar

Contacto Editor Responsable: puntosur@filo.uba.ar


Facultad de Filosofía y Letras, Universidad de Buenos Aires
Puan 480, Ciudad Autónoma de Buenos Aires (1406)
Argentina