Divisão territorial do trabalho, rede urbana e transporte rodoviário interestadual de passageiros no Brasil

  • Bruno Candido dos Santos
Palabras clave: transporte rodoviário interestadual, circulação de passageiros, divisão territorial do trabalho, rede urbana, serviço público

Resumen

O transporte rodoviário interestadual de passageiros é uma atividade econômica de central importância para estruturar a circulação de pessoas pelo território brasileiro. Sua origem como serviço organizado remonta à primeira metade do século XX, momento na história brasileira em que se configuram as primeiras rodovias e empresas de transporte de passageiros. Desde então, esta circulação elucidou facetas da divisão territorial do trabalho no país - as áreas mais dinâmicas da economia são dotadas de uma circulação intensa de pessoas, o que evidencia que tal atividade econômica privilegia determinados centros da rede urbana nacional. Atualmente, o transporte rodoviário interestadual de passageiros no Brasil conta com um arcabouço normativo próprio que define a prestação dos serviços - a Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) fiscaliza a atividade, e a operação é de responsabilidade das empresas privadas de transporte. Sendo assim, este artigo debaterá o transporte rodoviário interestadual de passageiros no Brasil: primeiramente será efetuada uma abordagem teórica acerca desta atividade econômica; posteriormente serão elencados aspectos normativos desse serviço e, finalmente, serão debatidos os aspectos operacionais dessas ligações, como número de linhas, quantidade de passageiros transportados, serviços disponíveis, empresas operantes, entre outros aspectos. 
Publicado
2019-04-01
Cómo citar
Candido dos Santos, B. (2019). Divisão territorial do trabalho, rede urbana e transporte rodoviário interestadual de passageiros no Brasil. Revista Transporte Y Territorio, (20), 135-164. https://doi.org/10.34096/rtt.i20.6387